Notícias

Principal via do Bom Parto é bloqueada por causa da falta d'água

Moradores bloquearam a General Hermes por volta das 7h30. Polícia Militar tenta negociar a liberação da via.

Por Redação com sites 18/08/2022 09h09 - Atualizado em 18/08/2022 13h01
Principal via do Bom Parto é bloqueada por causa da falta d'água

Com troncos, pneus e muita disposição, moradores prejudicados pela falta de fornecimento de água adequado no bairro Bom Parto, em Maceió, bloquearam na manhã desta quinta-feira (18) a rua General Hermes, nas proximidades do Ginásio Tenente Madalena. Segundo os manifestantes, há três meses a água não chega de forma contínua nas torneiras.


"Já são uns três meses de problemas no fornecimento de água. Tem dias que chega, tem dias que não chega de jeito nenhum. Não temos um abastecimento regular. A gente acredita que o poço que abastece não está enchendo porque a tubuluação foi danificada em um trecho por causa da chuva", disse José Fernando, presidente da associação de moradores do bairro.



A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) informou que alguns bairros atendidos pelo Sistema Catolé-Cardoso, na parte baixa e orla lagunar de Maceió, estão apresentando irregularidades no abastecimento de água por causa da perda de vazão no sistema produtor, entre outros fatores. O Bom Parto é uma dessas localidades. Disse ainda que está trabalhando junto à BRK, para resolver a situação.


Um dos serviços que estão sendo feitos é a limpeza e desobstrução de vários pontos do aqueduto, estrutura que conduz a água bruta do manancial, em uma Área de Proteção Ambiental (APA Catolé), até a Estação de Tratamento de Água (ETA), que fica em Bebedouro. Esse serviço já começou e tem previsão de durar cerca de 90 dias. Na medida que a limpeza for avançando, a água vai chegando à ETA para ser tratada.


O protesto dos moradores começou por volta das 7h30. Eles usaram pneus, galhos de árvores e madeira para impedir que os veículos pudessem passar pelo local. O trânsito ficou complicado e o reflexo chegou na Avenida Leste Oeste, que ficou lenta.


Motoristas que passavam pela região fizeram a volta para evitar o bloqueio. A Polícia Militar tenta negociar com os manifestantes a liberação da via.

*g1 Alagoas